blog psicóloga vila mariana

Crises de ciúme? Entenda quando é necessário procurar ajuda

crises de ciúmes saiba se pode ser um sinal de doença
 As crises de ciúme atinge homens e mulheres na mesma proporção. A diferença é que as mulheres costumam expor mais seus sentimentos.


Uma emoção humana comum, passível de acontecer com todos e que frequentemente está associada com insegurança e medo. Sim, estamos falando das crises de ciúme, um conjunto de sentimentos que vem à tona quando algo ameaça a estabilidade ou a qualidade de um relacionamento muito importante, seja ele amoroso ou fraternal.

O ciúme normal é transitório e geralmente surge baseado em acontecimentos reais. No entanto, o ciúme patológico, ou o sentimento de possessividade excessivo, é um medo incontrolável, que domina os pensamentos do ciumento e compromete seus afazeres diários e serenidade.

Quer entender melhor como se caracteriza um quadro de ciúme patológico? Então continue a leitura e se aprofunde no assunto.


Saiba mais:
O que é carência afetiva e como lidar com ela
O que é Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC)?


Ciúme patológico: saiba identificar as principais características

crises de ciúme afeta o relacionamento
Esse sentimento não torna o relacionamento mais forte, pelo contrário:
ele o envenena aos poucos.


No caso do ciúme patológico, a outra pessoa é vista como posse do ciumento. Isso quer dizer que ela não consegue ter individualidade e liberdade, o que torna o relacionamento tóxico, destrutivo e muitas vezes insustentável.

A pessoa com ciúme patológico irá manifestar desconfiança o tempo todo, pois ela tem certeza de que está sendo traída, mesmo que nunca tenha tido motivos ou provas concretas para acreditar nisso. Até mesmo o sentimento de ciúmes por algo que aconteceu no passado, quando ainda nem havia um relacionamento entre vocês.

Leia também: Técnicas para sair de pensamentos negativos


O ciúmes excessivo geram muitas dúvidas

Faz parte também do quadro nas crises de ciúme a verificação compulsória das dúvidas:

  • Onde a outra pessoa está;
  • Com quem está;
  • Sobre o que conversaram;
  • Abrir correspondência;
  • Checar fatura do cartão;
  • Ler mensagens no celular;
  • Examinar bolsa;
  • Seguir o companheiro;
  • Contratar detetive;
  • Verificar a quilometragem do carro;
  • Cheirar as roupas.

Tudo isto como tentativa de aliviar os sentimentos e a angústia, mas apesar de toda checagem, isso nunca ameniza o mal estar que vem sentindo.

Além de reações e comportamentos, o ciúme patológico também pode desencadear reações, como insônia, sudorese, boca seca ou excesso de saliva, taquicardia, aumento ou diminuição no apetite, depressão, baixa autoestima.

Em casos extremos, quem sofre com ciúme patológico pode, por exemplo, chegar a cometer suicídio, até mesmo para culpabilizar o parceiro, ou cometer o assassinato da outra pessoa.


Há tratamento para as crises de ciúme?

A resposta é sim, e é grande o número de pacientes que se beneficia com o tratamento correto para o ciúme patológico. O tratamento apropriado para cada um é individual, mas normalmente é necessário associar a psiquiatria com a psicoterapia para tratar os sintomas e buscar as causas para tratar o ciúme.

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é a abordagem da psicologia contemporânea com mais evidências científicas que comprovam sua efetividade. O paciente com quadro de ciúmes patológico desenvolve padrões de comportamento baseados na forma como interpreta sua realidade, e a terapia irá agir para colaborar na mudança de tais pensamentos e crenças que afetam seu relacionamento.

Leia também:
Como trabalha um psicólogo cognitivo-comportamental?
Como lidar com a autocrítica e ter uma melhor saúde mental

É importante o acompanhamento psicoterapêutico para aumentar o autocontrole e melhorar a autoestima dos pacientes, com objetivo de conduzi-lo na construção de relacionamentos interpessoais saudáveis.


Dicas para te ajudar a controlar o ciúme

Para quem sofre com as crises de ciúme, o fluxo de pensamentos pode ser desgastante e exaustivo. Portanto, além de buscar o tratamento adequado, considere tomar essas medidas:

• Converse com seu parceiro(a) para expor seus sentimentos e conversar sobre o que te angustia. Saiba o que esperar do seu parceiro e seus planos para o futuro próximo e distante. Isso ajuda a aumentar sua confiança.

• Ciúme pode desencadear muito estresse e ansiedade. Por isso use essa energia para extravasar de outras formas, seja com um hobby ou atividade física.

• Juntamente com seu parceiro, estabeleça os limites da relação, expondo aquilo que te incomoda e quais as justificativas do outro. Acima de tudo, saiba argumentar e ceder.

Dicas para controlar as crises de ciúme
O mais importante é o autoconhecimento para saber identificar e reconhecer
quando perde o controle nas crises de ciúmes.


Portanto, aceitar que as crises de ciúme pode ser uma doença, é o primeiro passo para procurar ajuda, resolver os conflitos e trazer harmonia para suas relações interpessoais.

psicologa-vila-mariana-Luana-Nodari







Luana Nodari é Psicóloga e Neuropsicóloga
Atende em sua clínica na Vila Mariana / SP, adolescentes e adultos,
através da Terapia Cognitivo-Comportamental
CRP: 06/112356

Deixe uma resposta

Contato

Luana Nodari
Psicóloga/Neuropsicóloga
CRP: 06/112356

Localização

Rua Domingos de Morais, 2781 - cj 311
Vila Mariana, São Paulo, SP
CEP: 04035-001

Redes Sociais

Ao lado da estação do Metrô Santa Cruz

Estacionamento no local