blog psicóloga vila mariana

Transtorno bipolar: o que é, os tipos, sintomas e tratamentos

como tratar a bipolaridade
O tempo médio entre a aparição dos primeiros sintomas da bipolaridade e a procura por ajuda é de cerca de 4 anos e meio.

Você já ouviu falar em transtorno bipolar? Quais os sintomas da bipolaridade e seus tratamentos? Talvez você possa ter ouvido em rodas de conversas, quando o assunto surge em algumas brincadeiras sobre a inconstância no comportamento de alguém, sobre como as emoções daquela pessoa mudam em pouco tempo, em um momento está eufórico, em seguida está triste.

Porém, apesar de ser levada como piada por muitas pessoas, a bipolaridade é um transtorno que precisa ser abordado com seriedade, pois pode impactar profundamente a vida do indivíduo. Além disso, é muito diferente das mudanças de humor naturais em nossa rotina, que acontecem no desenrolar dos acontecimentos diários.

Então, se você quer saber mais sobre o assunto, continue por aqui. A seguir, vamos explicar o que é Transtorno Afetivo Bipolar, como identificar esse quadro e o que fazer para ter mais qualidade de vida, apesar da doença.

Leia também: Ataque de pânico: o que é, sintomas, causas e tratamentos


O que é o Transtorno Bipolar?

A bipolaridade, ou transtorno afetivo bipolar, é uma doença que se caracteriza por alterações de humor entre fases de depressão e de mania ou hipomania (conhecida popularmente como euforia). A variação entre as fases depressiva e eufórica podem ocorrer de muitas formas, com alternância entre os extremos e períodos de normalidade.

Apesar de sua causa exata ser desconhecida, estudos sugerem que o transtorno bipolar pode estar associado a alterações em certas áreas do cérebro e nos níveis de vários neurotransmissores, como noradrenalina e serotonina.

Segundo a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar (ABTB), cerca de 4% da população brasileira sofre com a doença. Diversos famosos, como Rita Lee, Maurício Mattar, Amaury Jr., Cássia Kis, já declaram publicamente enfrentar o problema.


Sintomas da bipolaridade típicos da fase de euforia (episódio de mania ou hipomania)

  • sensação de extremo bem-estar;
  • aceleração do pensamento e da fala;
  • agitação e hiperatividade;
  • diminuição da necessidade de sono;
  • aumento da energia;
  • diminuição da concentração;
  • euforia ou irritabilidade;
  • desinibição;
  • impulsividade;
  • ideias de grandiosidade e sensação de “poder”.

saiba os sintomas e quais tratamentos para a bipolaridade
O transtorno afetivo bipolar pode aumentar as chances de suicídio em 20 vezes. Portanto, procurar ajuda de pessoas próximas e de um especialista é muito importante.


Sintomas do transtorno bipolar típicos da fase de depressão

  • alterações de apetite com perda ou ganho de peso;
  • humor deprimido na maior parte dos dias;
  • fadiga ou perda de energia;
  • apatia, perda de interesse ou prazer;
  • pensamentos recorrentes de morte ou suicídio;
  • agitação ou retardo psicomotor;
  • sentimentos de culpa ou inutilidade;
  • desânimo e cansaço mental;
  • tendência ao isolamento tanto social como familiar;
  • ansiedade e irritabilidade.


Leia também: Técnicas para sair de pensamentos negativos


Diagnóstico do transtorno bipolar

O diagnóstico de distúrbios psiquiátricos costuma ser complexo, pois não conta com exames clínicos para mostrar precisamente a doença. Portanto, os sinais e a evolução do paciente ao longo do tratamento são os principais indicadores utilizados pelo médico para conseguir respostas mais precisas.
Então, se estiver com alguma dúvida, procure um psiquiatra para se certificar.


Classificação do transtorno bipolar

A classificação atual determina alguns tipos de transtorno bipolar. São três tipos que compõem o espectro bipolar:

  • Tipo I: quadro típico de transtorno bipolar, em que ocorrem quadros de mania, de aceleração muito intensos, com duração de no mínimo sete dias e de depressão.
  • Tipo II: quadro mais leve de aceleração, excitação e irritabilidade (hipomania), alternando com episódios depressivos.
  • Ciclotimia: as oscilações de humor costumam ocorrer no mesmo dia, porém os sintomas são mais leves que nos demais quadros.


Tratamento para a bipolaridade

Apesar de não ter cura, o transtorno bipolar deve ser tratado com acompanhamento médico e embasado em três pilares: medicação, psicoterapia e mudanças no estilo de vida.

O medicamento mostra-se muito eficiente neste caso, pois é importante para equilibrar o humor do paciente. Para isso, são prescritos estabilizadores de humor. O uso de antidepressivos deve ser feito com cautela e acompanhamento próximo do médico responsável, pois podem provocar uma mudança rápida no quadro de depressão para a euforia, ou acelerar a incidência das crises.

Fazer terapia também é um recurso importante no tratamento de pacientes com bipolaridade, pois oferece suporte, previne crises e suas recorrências, além de aumentar a potencialidade dos remédios.

Acima de tudo, o tratamento é muito importante por que:

  • reduz as chances de recorrência de crises;
  • controla a evolução do transtorno;
  • reduz as chances de suicídio;
  • reduz a intensidade de eventuais episódios;
  • promove uma vida mais saudável.

filmes e séries sobre o transtorno afetivo bipolar
Esse filmes retratam situações bastante próximas das experiências vividas por quem convive
com a bipolaridade.


Conclusão

Assim, é fundamental o acesso a informações de qualidade sobre o bipolaridade para que a pessoa que sofre com o transtorno tenha mais qualidade de vida e que muitas vezes não sabe da sua doença. Por isso, compartilhe esse conteúdo com quem precisa e até a próxima!

psicologa-vila-mariana-Luana-Nodari








Luana Nodari é Psicóloga e Neuropsicóloga
Atende em sua clínica na Vila Mariana / SP, adolescentes e adultos,
através da Terapia Cognitivo-Comportamental
CRP: 06/112356

Deixe uma resposta

Contato

Luana Nodari
Psicóloga/Neuropsicóloga
CRP: 06/112356

Localização

Rua Domingos de Morais, 2781 - cj 311
Vila Mariana, São Paulo, SP
CEP: 04035-001

Redes Sociais

Ao lado da estação do Metrô Santa Cruz

Estacionamento no local