Blog

Transtorno de personalidade borderline: suas perguntas respondidas

Guia rápido sobre transtorno de personalidade borderline
Os sintomas do Transtorno de Personalidade Borderline, às vezes, podem passar despercebidos

Confira 6 perguntas (e respostas) sobre o transtorno de personalidade borderline (TPB) — também conhecido como transtorno de personalidade limítrofe (TPL) ou síndrome de borderline.

Se a sua dúvida não constar neste texto, fique à vontade para escrevê-la no campo dos comentários.

Sua contribuição será muito bem-vinda!

1. Quais os principais sintomas do transtorno de personalidade borderline?

Os principais sintomas do transtorno de personalidade borderline incluem:

Como você pode ver, instabilidade, intensidade e impulsividade são 3 características fortemente atreladas ao transtorno borderline.

Suas manifestações não são idênticas para todas as pessoas.

E, às vezes, podem passar despercebidas — pois, nem sempre, as emoções e pensamentos são exteriorizados.

No entanto, mesmo que os sintomas sejam “silenciosos”, é fundamental buscar ajuda para gerenciá-los.

Sem tratamento, com o tempo, eles tendem a piorar.

E podem, inclusive, aumentar os riscos de outros transtornos mentais, tais como depressão, distúrbios alimentares e fobia social.

2. Quais são as causas do transtorno de personalidade borderline?

Sintomas de alguns distúrbios mentais nem sempre estão aparentes
Existem fatores que podem implicar no desenvolvimento do transtorno borderline.

As causas do transtorno de personalidade borderline não são claras.

No que diz respeito aos distúrbios de saúde mental, geralmente há essa lacuna no conhecimento.

O que existem são hipóteses, verificadas continuamente em pesquisas.

Com base nesses estudos, portanto, podemos relacionar 7 fatores que, possivelmente, contribuem para o desenvolvimento do transtorno:

  • traumas de infância;
  • negligência dos pais;
  • ter convivido — especialmente na infância ou adolescência — com familiar que apresentava comportamento impulsivo ou transtornos mentais graves, como bipolaridade;
  • ser vítima de abuso físico, emocional ou sexual;
  • ter vivenciado eventos que ocasionaram profundo estresse;
  • predisposição genética;
  • anormalidades cerebrais congênitas.

3. O transtorno de personalidade borderline tem cura?

Infelizmente, os distúrbios de saúde mental, tais como a síndrome de borderline, são condições muito complexas e a “cura” ainda não está disponível.

Ou seja, não existe um tratamento que, uma vez realizado, garanta que todos os sintomas irão desaparecer — e não mais retornar.

Por outro lado, hoje sabemos que uma pessoa com personalidade borderline consegue obter expressiva melhora — e remissão dos sintomas — realizando um tratamento contínuo.

A psicoterapia — em especial a terapia comportamental dialética (TCD) — é a principal recomendação médica.

Também é comum que o tratamento inclua psicofármacos, tais como:

  • inibidores seletivos da recaptação da serotonina;
  • estabilizadores de humor;
  • antipsicóticos.

4. Existem filmes sobre o transtorno de personalidade borderline?

Obras de ficção podem oferecer indícios que nos ajudam a entender o distúrbio borderline.

Lógico, é sempre bom lembrar que nenhum personagem de filme ou série irá retratar o problema com exatidão.

Mas são recursos válidos para trazermos o assunto para discussão.

10 filmes que mostram personagens com sintomas do transtorno de personalidade borderline:

  • Atração Fatal (1987);
  • Gia — Fama e destruição (1998);
  • Garota interrompida (1999);
  • Geração Prozac (2001);
  • Aos Treze (2003);
  • Borderline — Além dos Limites (2008);
  • Sete Dias com Marilyn (2011);
  • Bem-Vindos ao Meu Mundo (2014);
  • Allure (2017);
  • Eu Sinto Muito (2019).

5. Apenas adultos podem ser diagnosticados com transtorno borderline?

É possível diagnosticar um adolescente com transtornos de personalidade
O diagnóstico para jovens e adolescentes precisa da avaliação de um profissional

O diagnóstico de problemas de saúde mental em crianças e adolescentes gera controvérsias.

Isso porque existe o argumento de que a personalidade está em formação.

E, no caso do borderline, alguns comportamentos típicos de adolescentes podem ser confundidos com sintomas do distúrbio.

Contudo, é possível que a síndrome tenha início na infância ou adolescência.

E, tal como ocorre com outros transtornos mentais, o tratamento precoce irá inibir o avanço dos sintomas para estágios mais graves.

O que fazer se houver suspeita de que uma pessoa muito jovem está apresentando traços do transtorno de personalidade borderline?

A orientação é buscar um terapeuta com experiência nesse tipo de distúrbio.

Vale ressaltar que o diagnóstico é realizado por meio de análise minuciosa, pautado pelos padrões estabelecidos no DSM-5 (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais).

6. Pessoas com transtorno de personalidade borderline podem ter uma vida normal?

Cada um de nós enfrenta desafios diários — independente de ter ou não uma condição psicológica que necessita de cuidados específicos.

Pessoas com síndrome borderline não são diferentes nesse quesito.

Enfrentam suas batalhas e, conforme compreendem seus sintomas e a necessidade de compromisso com tratamento, certamente podem levar uma vida normal.

Ou seja, podem trabalhar, se relacionar, se divertir, constituir família…

Apenas não podemos confundir o conceito de “vida normal” com “vida perfeita” — coisa que ninguém tem.

Contar com apoio de amigos, familiares e terapeuta faz imensa diferença.

Assim como investir no autocuidado. Coisas simples — como fazer exercícios físicos, manter uma dieta nutritiva, ter uma boa higiene do sono e praticar um hobby — são estratégias excelentes para reduzir os altos e baixos emocionais que o distúrbio borderline pode causar.

psicóloga Vila Mariana Luana Nodari

Luana Nodari é Psicóloga e Neuropsicóloga
Atende em sua clínica na Vila Mariana / SP, adolescentes e adultos,
através da Terapia Cognitivo-Comportamental
CRP: 06/112356

Deixe uma resposta

Contato

Luana Nodari
Psicóloga/Neuropsicóloga
CRP: 06/112356

Localização

Rua Domingos de Morais, 2781 - cj 311
Vila Mariana, São Paulo, SP
CEP: 04035-001

Redes Sociais

Ao lado da estação do Metrô Santa Cruz

Estacionamento no local

®

Psicóloga Luana Nodari. Todos os direitos reservados. Tai! Branding + Design + Marketing